CRÔNICAS DE UMA VIDA QUALQUER.

Era um dia frio. Talvez houvesse um bom lugar para ler um livro, mas ele não tinha tempo. Nem vontade.

RUMO

Liberdade que aprisiona… Gritos no vácuo… Silêncios ensurdecedores. Tristeza ocultadas… Cordas esticadas… Limites encontrados Fim da linha. A busca de

O Cinismo, a realidade, a fé, o Pregador e a inutilidade útil.

“Que grande inutilidade! Que grande inutilidade! Nada faz sentido! ”, já dizia o antigo Pregador, no famoso, confuso, humano e

ANALOGIAS.

“Cai a noite, impiedosa. Os estalos no velho zinco e o cheiro inconfundível denunciam: continua a chover lá fora. Do

QUANDO O MELHOR NÃO É MELHOR.

Quando completei um ano de cirurgia, me sentia absolutamente realizado. Tudo havia corrido muito bem, a primeira fase da recuperação

Um dia de cada vez? Ou não?

“Engasgo ideias confusas e sentimentos dúbios entre o peito e o palato. Junto ansiedades e indecisões na mesma sala de