UM ANO, CINCO MESES – YES, I CAN

Um ano e cinco meses, hoje, desde a cirurgia. Muito mais motivos a comemorar do que lamentos para elencar. Continuo

Conhecer, conviver, viver, relacionar… Devaneios da madrugada, pós-filme de 3h.

Sozinho é muito mais um estado de espírito do que uma condição absolutamente real. Ao menos eu penso assim. Portanto,

Recomeços.

Minha mãe me contou que nos mudamos onze vezes. Evidentemente que não me lembro de quase nenhuma destas vezes. Mas,

Um ponto final. Sobre Capítulos e analogias da vida.

Hoje, decidi encerrar mais um dos tantos capítulos da minha existência.  Gosto muito de escrever e a analogia dos capítulos

O importante é conviver.

“A vida passa, eu telefono. E você já não atende mais”. Não, péra. É óbvio que não vim aqui para