RUMO

Liberdade que aprisiona…
Gritos no vácuo…
Silêncios ensurdecedores.
Tristeza ocultadas…
Cordas esticadas…
Limites encontrados
Fim da linha.

A busca de saídas
Todas impedidas
As mãos erguidas
Enfim rendidas
Não vê o fim da estrada
Não encontra a luz no caminho
Precisa, de forma desesperada
Manter a mente iluminada
E encontrar o seu destino.

 

Comentários

Comentário